Buscar

Painel de biomarcadores pode colocar a psiquiatria na era da medicina de precisão


A depressão e a bipolaridade são os principais transtornos de humor (TH) em significância, sendo o primeiro a maior causa de incapacidade entre 15 e 44 anos. Entretanto, o correto diagnóstico e tratamento dessas condições enfrenta o desafio de não contar com aspectos objetivos a serem explorados.


Habitualmente, o diagnóstico de ambas as condições se baseia no relato do paciente e na avaliação do profissional, ambas impressões carregadas de subjetividade. Além disso, o tratamento conserva grande dose de experimentação e heterogeneidade na resposta, além de não funcionar para todos. Com isso em mente, pesquisadores da Universidade de Indiana trabalham há décadas para identificar biomarcadores sanguíneos que possam direcionar a abordagem dessas doenças.


Por meio de um longo e meticuloso trabalho de acompanhamento, descoberta, validação e aplicação, que envolveu mais de 300 pacientes, os pesquisadores construíram um painel de biomarcadores capaz de fornecer diretrizes objetivas de diagnóstico, inclusive diferencial, risco futuro e até recomendação de terapêutica em transtornos do humor.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

4 visualizações