Buscar

Perder peso pode trazer melhora para a saúde bucal



Pesquisadores da Case Western Reserve University, nos Estados Unidos, publicaram um interessante artigo no British Dental Journal em que buscam relações entre a obesidade e a doença periodontal. Ambas estão entre as doenças não transmissíveis mais comuns nos Estados Unidos e em outras nações do ocidente. O estudo afirma que a relação entre as duas patologias não é tão simples quanto uma relação de causa e efeito, mas que existe um importante e inegável laço entre as duas condições, a inflamação.


Examinando dados de uma infinidade de estudos existentes, os pesquisadores descobriram que o aumento do índice de massa corporal, da circunferência da cintura e da porcentagem de gordura corporal estão associados a um risco aumentado de desenvolver doenças gengivais inflamatórias, também conhecidas como periodontite. Uma limitação do estudo é a abordagem transversal dos dados em determinado período, sem acompanhamento da evolução ao longo do tempo.


Verificou-se que a doença periodontal acomete indivíduos sensíveis à inflamação, que por sua vez são também mais suscetíveis à obesidade. A hipótese é a de que as mudanças metabólicas provocadas pela obesidade, principalmente a inflamação de baixo grau mediada por citocinas como a interleucina 6 e o fator de necrose tumoral que se associa com ela, poderiam aumentar a suscetibilidade do indivíduo à ocorrência ou agravamento da doença periodontal. Contudo, os mesmos dados indicam que a presença de obesidade não parece influenciar o sucesso do tratamento odontológico da doença periodontal.


Ainda sem dados disponíveis, a questão que se coloca para novos estudos é se a reversão da obesidade teria relevância clínica sobre a progressão da doença periodontal. De qualquer forma, é importante que os profissionais de odontologia, e saúde em geral, tenham ciência da complexidade do problema. Até que surjam dados mais contundentes, já há suficientes outros motivos para recomendar que os pacientes busquem um peso corporal adequado.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

4 visualizações