Buscar

Plataforma de vacinas baseada em nanopartículas mostra boa eficácia


A prevenção de epidemias de gripe é feita por meio de vacinas sazonais tetravalentes. a Organização Mundial de Saúde observa as cepas virais em circulação, define as com maior potencial patogênico e indica quatro para serem incorporadas nas vacinas. Embora ordinariamente eficazes, há o risco de uma cepa escapar da triagem e, portanto, da cobertura vacinal. Com isso, a estratégia atual permite que o risco de uma nova pandemia gripal permaneça no horizonte.


Tentando melhorar essa perspectiva, pesquisadores da Universidade de Washington e do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas trabalham no desenvolvimento de vacinas mais eficazes. Recentemente, o grupo divulgou uma plataforma de construção de vacinas baseada em nanopartículas.


Em seu estudo, foram construídas duas versões de vacina tetravalente, sendo uma em coquetel de 4 nanopartículas diferentes e outra em mosaico contendo os 4 antígenos. Testadas em diferentes modelos animais em comparação com uma vacina tetravalente comercial contra Influenza, as novas candidatas à vacina baseadas em nanopartículas produziram imunidade semelhante ou até superior à produzida pela preparação comercial.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

13 visualizações