Buscar

Praticar dança pode reduzir o declínio motor e cognitivo do Parkinson


A doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa resultante da progressiva perda de neurônios dopaminérgicos. Após o diagnóstico, o declínio motor ocorre nos 5 anos posteriores. Além dos sintomas motores (tremor, equilíbrio, fala e rigidez), a parte cognitiva sofre com depressão, ansiedade e alucinações.


A novidade é um estudo de pesquisadores da Universidade de York (Canadá) afirmando que uma atividade tão acessível como a prática da dança é capaz de inibir de forma drástica a progressão dos sintomas motores na DP.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

4 visualizações