Buscar

Proteína de sinalização identificada como reguladora da progressão no câncer de mama


Além do estadiamento clínico e cirúrgico, a direção no tratamento do câncer de mama será dada pelo tipo do tumor.


Tal diferenciação é feita com base em proteínas contidas na superfície das células, como é o caso do HER2, do receptor de progesterona e do receptor de estrogênio (RE).


No caso do RE, sua presença indica resposta tumoral satisfatória à terapia antiestrogênica, ao passo que sua ausência sugere prognósticos progressivamente piores, como é o caso dos tumores triplo negativos, nos quais todas as proteínas estão ausentes.


A novidade é que pesquisadores do Instituto Karolinska identificaram uma proteína que afirmam proteger as mulheres contra a progressão dos tumores RE negativos, o que pode originar novas estratégias para este grupo de tumores de difícil tratamento.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

6 visualizações