Buscar

Qualidade de sono ruim como marcador de risco de morte por doença cardiovascular


O sono é um dos fenômenos mais preservados entre as espécies. Apesar de pouco compreendido, há certeza de que o sono é essencial para o organismo. Estudos anteriores relacionaram o sono muito curto ou muito longo com maior risco de morte por doença cardiovascular (DCV). Agora, um novo estudo de pesquisadores do Maastricht University Medical Center e da Adelaide University relaciona maior risco de morte por DCV em mulheres e a carga de excitação cortical (EC) durante o sono.


A EC é um fenômeno normal, mas impacta agudamente o sistema cardiovascular e uma frequência aumentada pode afetar o ciclo circadiano cardiovascular. No estudo, 8001 participantes, homens e mulheres, tiveram o sono monitorado e foram acompanhados para a ocorrência de morte por DCV ou causas gerais.


Foi visto que mulheres com alta carga de EC tiveram risco de morte por DCV quase dobrado em relação à população feminina em geral. Também houve aumento do risco de morte por causa geral. O aumento do risco também ocorreu nos homens, mas não alcançou significância estatística.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

5 visualizações