Buscar

Realidade virtual pode ser eficaz em tratamentos psiquiátricos?


Portadores de esquizofrenia ou transtorno afetivo com psicose possuem em comum a ocorrência de sintomas que dificultam o convívio em sociedade, estudos e exercício profissional.


Esses pacientes relatam sentirem extrema angústia ao terem que realizar atividades do cotidiano, transtorno denominado agorafobia. Isso pode terminar por isolar esses indivíduos em casa.


Infelizmente, a falta de pessoal especializado impede que terapias eficazes cheguem a esse grupo de pacientes.


A novidade é que um esforço de pesquisa capitaneado pelo spin-out da Universidade de Oxford (Oxford VR) e financiado pelo National Institute for Health Research (NIHR) desenvolveu uma metodologia automatizada com base em realidade virtual (RV) capaz de atender à essa necessidade.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

0 visualização