Buscar

Sequenciamento de RNA de célula única pode ajudar a estabilizar placas coronarianas


A síndrome coronariana aguda (SCA) habitualmente é resultado da associação de um trombo agudizando a restrição do fluxo sanguíneo promovida pela placa de ateroma.


Essa restrição de fluxo, por sua vez, pode causar arritmias fatais, angina instável ou infarto agudo do miocárdio.


Um norte da pesquisa em cardiologia visa encontrar meios de estabilizar as placas de ateroma e torná-las menos suscetíveis ao mecanismo que origina a SCA.


Agora, pesquisadores da Universidade de Kobe acreditam estar mais próximos desse objetivo.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

1 visualização