Buscar

Suplemento melhora remodelação muscular e metabolismo glicídico em idosas


A captação de glicose no músculo esquelético (ME) se mostra prejudicada em pacientes obesos, com resistência insulínica e diabetes, algo visto principalmente em mulheres menopausadas. A insulina aumenta a captação de glicose pelas células, melhorando o metabolismo glicídico e também biomarcadores de risco como hiperlipemia, esteatose hepática e inflamação sistêmica.


Estudos em camundongos mostraram que a suplementação alimentar do mononucleotídeo de nicotinamida (NMN) produz efeitos metabólicos semelhantes nos animais e serviu à venda do NMN como suplemento alimentar. A sugestão dos estudos era a de que a menor biodisponibilidade do NMN era o principal fator limitante na produção do NAD. A ideia, ainda que tais resultados não tenham sido replicados em humanos, é que a suplementação de NMN fosse suficiente para corrigir o declínio observado nos níveis de dinucleotídeo de nicotinamida adenina (NAD). O NAD é um metabólito presente em todas as células humanas, envolvido nas reações de produção de energia.


Agora, pesquisadores da Universidade de Washington realizaram um estudo em pequena escala, duplo-cego, randomizado e controlado por placebo para investigar os efeitos da suplementação de NMN em humanos. Embora algum efeito benéfico sobre o ME tenha sido encontrado, os autores dizem ser cedo para recomendar a suplementação de NMN.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

24 visualizações

Posts recentes

Ver tudo