Buscar

Tecnologia organoide pode auxiliar no diagnóstico precoce do câncer de ovário


Ainda que o câncer de ovário não seja a neoplasia do trato genital feminino mais frequente, é a que causa mais mortes. Isso se deve ao seu caráter insidioso e ao diagnóstico via de regra tardio.


A presença de história familiar pode alertar que as mulheres se submetam a testes genéticos para mutações BRCA1.


Fora isso, a maioria está restrita à realização regular de ultrassonografias transvaginais e à inespecífica dosagem do CA125. A novidade é que pesquisadores do Cedars-Sinai Cancer Center e da Universidade da Califórnia afirmam que a tecnologia organoide pode aprimorar o diagnóstico e o tratamento da doença.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

1 visualização